Lidar com o stress

 

Nosso principal objetivo a lidar com as pressões da vida é aprender a depender de Deus e agradá-Lo, e não simplesmente livrarmo-nos dos stresses.

A economia, o desemprego, o terrorismo, a política, as finanças, o declínio moral, doenças graves, um filho pródigo, um casamento insalubre – a contemplação de qualquer uma dessas pressões, para a maioria de nós, causa-nos um nó no estômago. Nos tornamos desconfortáveis e tensos. Nossa alma deixa de ficar quieta como as águas tranquilas, mas, em vez disso, torna-se ruidosa como uma criança gemendo. Em outras palavras, estamos “stressados”.

Nossa cultura usa consistentemente o termo stress para descrever a tensão mental ou emocional que experimentamos por causa das dificuldades da vida. Os termos bíblicos mais precisos que captam a essência do conceito de stress da sociedade incluem ansiedade, medo, raiva, desespero e culpa.

Quando começamos a entender o stress a partir desta perspetiva bíblica, sua resolução se torna aparente. O stress não é idêntico às pressões da vida. Nem as pressões da vida são a causa do stress. O stress é a tensão mental e emocional que é gerada a partir de nossas respostas não bíblicas à pressão.

Imagine Paulo e Silas, injustamente espancados e jogados na prisão de Filipos sem uma audiência justa, cantando louvores à meia-noite (Atos 16: 22-25). Eles sofreram pressão extrema? Sim! Eles estavam stressados? Aparentemente não. Sua resposta sem stresse à pressão levou à salvação de seu carcereiro.

Mais tarde, escrevendo aos filipenses de uma prisão diferente, Paulo os lembraria de “alegrem-se sempre” e “a paz que supera a compreensão” (Filipenses 4: 4-9). Paulo, aparentemente, encarnou o crente maduro descrito em Isaías 26: 3, “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em Ti; porque ele confia em Ti.”. As mentalidades retratadas nessas duas passagens são a antítese do stress. A vida sem stress começa com a confiança em Deus no meio da pressão.

Mas por que enfrentamos pressão na vida? Gênesis 3 dá a resposta. Depois de Adão cair, Deus amaldiçoou a terra da qual Adão foi criado e sobre a qual Adão deveria ter domínio. O domínio de Adão ficou cheio de dificuldades e pressão. Por quê? Além das consequências apropriadas de sua rebelião, Deus quis que a dureza da vida conduza a humanidade de volta à dependência de Si.

Portanto, nosso principal objetivo em lidar com as pressões da vida é aprender a depender de Deus e agradá-Lo, e não simplesmente para livrar-se dos stresses. Quando aprendemos a depender de Deus, nossa alma será silenciosamente pacífica, como uma criança desmamada descansando junto a sua mãe (Salmo 131: 2). Outro benefício é que os incrédulos se maravilharão com a paz de Deus na vida do crente, o que supera sua compreensão, e eles poderão pedir para aprender mais.

 

Artigo original por Brent Aucoin em https://answersingenesis.org/christianity/christian-life/handling-stress/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: