Jesus arrasa com a Terra velha

Introdução: Levado a debater

Eu estava a participar em uma conferência cristã na equipa da Answers in Genesis. Enquanto eu caminhava para olhar para as outras cabines no início desta conferência, um homem veio rapidamente até mim (de seu estande), apesar de haver uma multidão esperando para falar com ele. Ele evidentemente sentiu a necessidade de me confrontar (na frente da multidão em seu estande) porque ele viu que eu estava usando um distintivo da Conferência da Answers in Genesis.

Em um tom hostil, a primeira frase de sua boca foi algo parecido com “Respostas em Gênesis (Answers in Genesis) aqui na conferência? Bem, acho que vou ter que encontrar o seu estande e corrigir-lo diretamente sobre a idade da Terra! ”

Talvez você esteja pensando: “Estou feliz por não estar nessa situação.” Bem, eu também não gosto dessas situações! Mas, por algum motivo, tendo a estar no meio de debates com muita frequência. O que correu na minha cabeça foi: “Como eu me meti nesta situação? Eu só estava caminhando pelas salas de conferências! “Mas percebi que havia uma multidão de pessoas olhando para como este homem começou sua conversa,  e então lá estava eu, pego de surpresa e empurrado para um debate.

Escusado será dizer que 2 Timóteo 2: 24-25 e 1 Pedro 3:15 dizem para estarmos sempre preparados para dar uma resposta e estar prontos a qualquer momento para repreender e corrigir com gentileza e paciência. Percebi que este debate “fora de temporada” iria ocorrer, ainda assim eu precisava fazê-lo com gentileza, mas com determinação.

A minha resposta

Perguntei a esse homem: “No contexto do primeiro casamento entre Adão e Eva, você acha que Jesus estava errado em Marcos 10: 6 quando Ele disse que Deus os criou homem e mulher no início da criação? Ou você acredita que a criação foi à cerca de 13 bilhões de anos e que o casamento surgiu no final da criação alguns milhares de anos atrás com Adão e Eva? “1

Para o leitor, permita-me explicar por que eu fiz a pergunta dessa maneira. Se você começar com a Bíblia, Adão e Eva foram criados no sexto dia da criação. Então, Adão e Eva foram criados cerca de cinco dias após o evento de criação inicial do primeiro dia. Então, se você somar as genealogias de Adão a Jesus, você ganha alguns milhares de anos (cerca de 4.000 anos). A maioria dos cronologistas concorda neste ponto.

Mas todos os cristãos que compraram uma terra velha têm mais de 4.000 anos entre a criação e Cristo. Eles inserem cerca de 13,7 bilhões de anos entre o evento de criação que eles chamam de big bang e o casamento entre o primeiro homem e mulher. Eles afirmam ainda que Adão e Eva só apareceram há cerca de milhares de anos. Então, todos os cenários da Terra antiga têm casamento (entre homens e mulheres humanos, que começou pela primeira vez com Adão e Eva) cerca de 13 bilhões de anos após a criação, que é o fim da criação, nem perto do início da criação.
Voltando ao questionador, era evidente que ele não estava preparado para essa pergunta. O que eu fiz foi contrastar sua posição declarada, face ao que Cristo havia dito. E esse homem percebeu isso. Assim como a multidão que assistia. Eles queriam ouvir sua resposta, e eu também.

Percebendo que ele estava preso em um “catch-22”, este homem imediatamente mudou o assunto para falar sobre o que os cientistas seculares acreditam sobre a era da Terra. Eu não deixei ele fazer isso. Ele precisava abordar o que Jesus disse.

Então, eu novamente, gentilmente perguntei: “Jesus estava errado em sua opinião?” Este homem, que estava tão confiante e agressivo, começou a se contorcer exatamente onde ele estava. E ele respondeu: “Eu não quero ir por aí”.

Neste ponto, concluí a nossa conversa dizendo: “Esse é o cerne do problema: ou você confia na Palavra de Deus, ou não confia.” Esperançosamente, era evidente para a multidão que este homem não estava de acordo com o que Cristo disse em sua Palavra, mas estava preso a influências externas e não queria abordar o que Cristo havia dito. Francamente, eu estava nervoso, mas estava sendo ousado e queria ser gentil e gracioso.

Possíveis respostas para Marcos 10: 6

Aqueles que acreditam religiosamente e sem dúvida na escala de tempo evolutiva contra a Palavra de Deus, contudo professam Cristo como Senhor, tentaram responder porque entendem que isso é um argumento devastador do próprio Cristo contra uma criação de “bilhões de anos atrás”. Claro, o homem na conferência não queria dar uma resposta, mas outros tentaram. Existem três respostas comuns que precisam ser examinadas.

1. Alguns dizem que os criacionistas bíblicos têm o mesmo problema apelando para Marcos 10: 6, porque Adão e Eva foram criados no Dia Seis, e não no Primeiro Dia da criação, que eles afirmam ser o “início da criação”.
2. Algumas palavras inseridas em Marcos 10: 6 mudam o significado para “início da criação do casamento”.
3. Alguns sugerem que o início está se referindo a um período de criação figurativo “seis dias” inteiros ou Semana de Criação, independentemente do seu comprimento.

Olhando para a resposta 1

Esta resposta popular de alguns teólogos sofreu um golpe fatal pelo Dr. Terry Mortenson.3 Mas vamos considerar isso brevemente aqui. O argumento incorretamente faz a suposição de que o “início da criação” significa o “primeiro dia da criação”. A Bíblia não diz o primeiro dia da criação; diz o “início da criação” (ou simplesmente, “o começo” na passagem paralela de Mateus 19: 4).

Se você fosse assistir a um filme e depois contar a um amigo sobre o início do filme, isso consistiria apenas na primeira palavra ou no primeiro frame do filme? Claro que não; Seria uma série de momentos em torno do início do filme e dos eventos que levam o filme a acontecer.
Há outros lugares no Novo Testamento que afirmam que “o começo” estava perto dos eventos do início que vão desde o início absoluto até os eventos que ocorreram logo após a Semana da Criação, como a queda no pecado. Vejamos alguns desses:

  • O começo absoluto: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ele estava no princípio com Deus “(João 1: 1-2).
  • Sobre a criação de Adão e Eva (o primeiro casamento): “Ele disse-lhes:” Por causa da sua dureza de coração, Moisés permitiu que você se divorciasse de suas esposas, mas no início não era assim “(Mateus 19: 8) .
  • Depois que a criação “muito boa” foi completada (Gênesis 1:31), mas antes do pecado de Adão: “Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.”(1 João 3: 8).
  • Depois que o pecado entrou no mundo para que a tribulação seja possível: ” Porque naqueles dias haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação, que Deus criou, até agora, nem jamais haverá.” (Marcos 13:19).

Se um defensor da terra velha usa a resposta 1, ele está concedendo que Jesus estava errado. Mas Jesus pode errar? Não. Mas só tendo em conta a argumentação, se Jesus errou sobre este ponto, talvez Jesus tenha errado em outras passagens sobre salvação. Se fosse esse o caso, isso prejudicaria o evangelho, que um cristão professo afirma acreditar. Concluindo, ou a Bíblia inteira fica de pé ou cai a veracidade de Cristo.

Olhando para a Resposta 2

Quem é a humanidade pecaminosa e falível para tentar adicionar às Escrituras, para mudar o significado dessa Escritura para “corrigir” a Palavra de Deus, para esta se adequar às ideias falíveis do homem sobre o passado? Anos atrás, quando estudei seriamente a ideia de milhões de anos e o big bang, essa foi a conclusão a que finalmente cheguei. Eu percebi que, quando eu tento adicionar milhões de anos no Gênesis, eu seria obrigado a reinterpretar Deus para “corrigi-Lo”. Então me atingiu. Deus sempre está certo e se devemos “reinterpretar” a Palavra de Deus uma e outra vez para significar algo diferente do que diz claramente, então nós, como pessoas falíveis, estamos errados (Êxodo 20:11; Mateus 19: 4-5; Marcos 10: 6, e assim por diante)!

Permita-me dar uma instância flagrante de algo assim como um prefácio para responder a esta segunda resposta a Marcos 10: 6. Quando eu ouço alguém adicionar à Escritura para fazer com que ele se alinhe com pontos de vista não claramente expressos nas Escrituras, penso no tratamento de João 1 pelas Testemunhas de Jeová.

O que fazem os “testemunhas”?

As Testemunhas de Jeová veem Jesus como um arcanjo criado, chamado Miguel. Então, João 1 se torna um grande problema para as Testemunhas de Jeová porque Jesus, a Palavra, é o Criador de todas as coisas que foram criadas. Eles mudam as Escrituras em sua Tradução do Novo Mundo (NWT) para se alinhar um pouco mais perto com sua religião:

No princípio era a Palavra e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. (João 1: 1, ESV)

[Mudança de testemunha de Jeová:] No início, o Verbo era, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era um deus. (John 1: 1, NWT)

Observe como a mudança é que a Palavra era “um deus” em oposição a “Deus”. Infelizmente, isso é feito para mudar a Bíblia para ela se conformar com a teologia unitária falível das Testemunhas de Jeová, mesmo que os NWT realmente defendam o politeísmo (mais do que um deus) neste caso. Mas o objetivo era tentar rebaixar Cristo de ser Deus.

Este exemplo óbvio provoca problemas para as Testemunhas de Jeová porque um Cristo criado (na sua opinião) realmente não pode suportar e satisfazer a ira infinita de Deus sobre o pecado. A única pessoa que poderia fazer isso é Cristo, que é Deus, como o Filho infinito que poderia satisfazer a ira de um Deus infinito para realmente pagar a dívida na íntegra. As Testemunhas de Jeová têm um cristo falso criado que não pode salvá-las, pois o Cristo criado nunca poderia tomar a punição que merecemos mais do que nós próprios poderíamos.

Devemos estar fazendo a mesma coisa que as “Testemunhas”?

De uma maneira familiar, mas diferente, os criacionistas da Terra-Velha que utilizam a resposta 2 fazem algo bastante parecido. Essencialmente inserem “de casamento”, o que altera o significado. Ao contrário das Testemunhas de Jeová, elas não agregam isso a uma nova tradução nem afetam o caráter de Cristo, então eu não ousaria chamar meus irmãos da Terra antiga como um culto, mas devo admitir que esse tato é idêntico ao que muitos cultistas fazem. Não quero que meus irmãos em Cristo sigam esse caminho – como eu já viajei por esse caminho!

Mas, em comum, tanto as Testemunhas de Jeová como os criacionistas da Terra velha tomaram ideias externas e impuseram-lhes na Bíblia para significar algo diferente do que o texto diz. É essencialmente misturar-se crenças religiosas unitárias ou, neste caso, misturar-se com crenças religiosas humanistas seculares (por exemplo, milhões de anos).

Quando as pessoas tentam interpretar Marcos 10: 6 de uma forma que o torna compatível com a ideia de milhões de anos, então, qual é a diferença entre isso e o que os cultistas fazem com o texto? Não confunda o que estou dizendo aqui; Os defensores da terra velha ainda podem ser salvos, desde que confiem em Jesus Cristo, o Criador, apenas, para a salvação deles. Eles, ao contrário daqueles que possuem visão unitária de um Jesus criado, ainda acreditam no Jesus da Bíblia que é Deus. Mas a manipulação das Escrituras, como a dos cultistas, prejudica a verdade e a autoridade da Bíblia.

Vamos agora chamar a atenção para o fato de que a adição de “casamento” a Marcos 10: 6 não é uma interpretação viável do texto. Ao refutar os Drs. John Ankerburg e Norman Geisler, Dr. Terry Mortenson, afirmam o seguinte:

 Eles argumentam que ktisis (que é realmente o substantivo “criação” não o verbo “criar”, como A / G diz) em Marcos 10: 6 deve ser traduzido como “instituição” para que Jesus seja entendido como falando sobre o início da instituição do casamento, não o início da criação. Baseiam essa interpretação no fato de que, em 1 Pedro 2:13, ktisis é traduzidos na NIV como “para toda autoridade humana” ou na NASB como “para toda instituição humana”. Mas eles não prestaram muita atenção à presença de “humano” neste versículo.

O texto grego é claro. A frase em questão é pasē anthrōpinē ktisei, onde toda a frase está no caso dativo (então literalmente “para toda criação humana”) e o adjetivo anthrōpinē (“humano”) modifica ktisei (“criação”). Uma autoridade institucional (como reis, governadores e mestres de escravos, que Pedro discute no contexto) é, de fato, uma “criação humana”. Mas este é um uso contextual muito diferente do ktisis que encontramos em Marcos 10: 6, onde nenhum adjetivo é usado para modificar a “criação”. Além disso, em Marcos 10: 6, Jesus poderia ter dito facilmente “do primeiro casamento” ou “desde o início do casamento” ou “desde que Deus criou o homem” ou “desde que Deus criou Adão” se fosse isso que Ele queria dizer.

Finalmente, se damos ktisis em Marcos 10: 6, o significado de “autoridade” ou “instituição”, o verso não faz sentido. O que significa desde o início da autoridade ou início da instituição? Para torná-lo significativo, Ankerberg e Geisler teriam que adicionar uma palavra ao texto, que não teria justificativa contextual.5

Além disso, os judeus e o comentarista de pré-“milhões de anos”,  Dr. John Gill, também afirmam que este foi o início da criação, ou seja, a criação “do mundo”. O Dr. Gill escreve o seguinte:

Do mundo, ou do homem. . . “Desde o início da criação do mundo”, é uma maneira de falar frequentemente usada pelos judeus [Bereshit Rabba, seção. 3. fol. 2. 3. & sect. 4. fol. 4. 1.]. 6

     Isso pode ser lido em #Ge 1:27 e daí esse senso de coisas coletadas; que Deus, que no começo dos tempos, ou da criação, como marca expressa, fez todas as coisas, os céus e a terra, e tudo o que há, e particularmente o “homem”, como a Vulgata em latim e O evangelho hebraico Munster fornecem aqui, fez os primeiros pais da humanidade, homem e mulher.7

Sucintamente, contrariamente às intenções dos defensores da terra velha,os defensores desta segunda resposta estão indiretamente fazendo algo que os cultos também fazem – eles estão adicionando palavras às Escrituras, não para torná-la consistente com outros escritos religiosos, mas com a visão maioritária da comunidade científica.

Olhando para a Resposta 3

Se alguém conclui que “desde o início da criação” (e também “desde o início” em Mateus 19: 4) significa “todo o período criativo, independentemente do seu comprimento”, então isso é dizer que são 13 bilhões de anos de tempo “período criativo”, que é o início, o meio, e até engloba a maior parte do fim da criação quando Jesus fez esta declaração (veja também Atos 2:17; Hebreus 1: 2; 1 Pedro 4: 7)!

É estranho que se pense que cerca de 13 bilhões de anos se passaram e que tudo isso é o começo da criação – e, de repente, estamos no fim depois de alguns “míseros” mil anos (por exemplo, Atos 2:17; Hebreus 1: 2; 1 Pedro 4: 7). Voltando à nossa ilustração do filme, isso seria como dizer a alguém que o final foi o último segundo de um filme e que as outras duas horas dele foram apenas o começo.

Então, os defensores da terra velha estão mudando as definições das palavras meio e final para também significar “começo”. Então, eles estão mudando os significados das palavras para tentar alinhar com a sua antiga visão de Terra / universo antigo. Tal redefinição de termos é injustificada.

Conclusão deste tema

A declaração de Jesus em Marcos 10: 6 é razoável e precisa na visão da Terra jovem, e qualquer visão de uma terra velha falha ao tentar lidar com o casamento do homem e da mulher sendo no início da criação. Em suma, as palavras de Jesus aqui arrasam o conceito de um velho mundo ou universo antigo.

Por isso, faz sentido que esse homem na conferência não quisesse abordar minha pergunta sobre Marcos 10: 6. Na verdade, sua resposta foi melhor do que a maioria. Pelo menos ele percebeu que havia um problema e optou por permanecer em silêncio e não reinterpretar as palavras de Cristo. Então, por isso, eu o elogio.

Infelizmente, muitos outros estão mais do que dispostos a tentar reinterpretar o simples significado claro de Cristo em Marcos 10 devido à sua absoluta adesão a milhões e bilhões de anos. Esteja orando para que os cristãos acabem com essa ideia de misturar ideias religiosas seculares como milhões de anos com o cristianismo deles. Isso mina a autoridade da Bíblia e, em muitos casos, mina diretamente o próprio evangelho.

 

Artigo original por Bodie Hodge em : https://answersingenesis.org/theory-of-evolution/millions-of-years/jesus-devastates-an-old-earth/

 

Notas de rodapé:

  1. Em qualquer cenário de longa duração, a humanidade só apareceu em cena há cerca de alguns mil anos; então, em um cenário de longa duração, seria impossível que o casamento entre um homem e uma mulher fosse mais cedo do que o fim da criação, cerca de 13 bilhões de anos depois.
  2. Ken Ham, The New Answers Book 1 (Green Forest, AR: Master Books 2006), 88–112, https://answersingenesis.org/days-of-creation/could-god-really-have-created-everything-in-six-days/; Bodie Hodge, The New Answers Book 2 (Green Forest, AR: Master Books, 2008), 41–52, https://answersingenesis.org/age-of-the-earth/how-old-is-the-earth/.
  3. Terry Mortenson, “But from the Beginning of . . . the Institution of Marriage?,” Answers in Genesis, November, 1, 2004, https://answersingenesis.org/family/marriage/but-from-the-beginning-of-the-institution-of-marriage/
  4. Bodie Hodge, “Is Jesus the Creator God?,” Answers in Depth, December 12, 2007, https://answersingenesis.org/jesus-christ/jesus-is-god/is-jesus-the-creator-god/.
  5. Mortenson, “But from the Beginning of . . . ”
  6. Gill, J., Commentary notes on Mark 10:6.
  7. Gill, J., Commentary notes on Matthew 19:4.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: