Quando (ainda) não desejo Deus. Lutando pela alegria depois de tentar tudo.

Já faz quinze anos desde que escrevi Quando não desejo Deus: como lutar pela alegria. Escrevi porque centenas de pessoas que esperançosamente ouvem a mensagem do hedonismo cristão, caiem em desânimo, porque não têm a alegria em Deus que sabem que deveriam. O hedonismo cristão diz que Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos com Ele. O que torna as coisas piores se essa satisfação estiver faltando. Por isso escrevi o livro.

Foi-me perguntado: O que eu diria agora, com a sabedoria acumulada de 72 anos, àqueles que ainda lutam para “se deleitar no Senhor” (Salmo 37: 4)? Isso não é teórico para mim. Não só eu compartilho a luta, mas tenho conversas com pessoas reais lutando com isso. Segui uma dessas conversas recentemente em email. Vou compartilhar isso convosco em baixo. Mas primeiro uma cautela.

Sabedoria para a escuridão

Podermos ajudar alguém que luta com a falta de alegria na vida cristã, não depende necessariamente da quantidade de sabedoria que acumulamos ao longo dos anos, mas de como aplicamos a verdade que temos e se o Espírito de Deus transforma essa verdade em vida, liberdade e alegria.

Não estou minimizando o valor da sabedoria acumulada. O sábio do Antigo Testamento ordena: “Obtém a sabedoria” (Provérbios 4: 7). Jesus “cresceu em sabedoria” (Lucas 2:52). Paulo ora para que fiquemos “cheios de sabedoria espiritual” (Colossenses 1: 9). Sabemos que em Cristo “estão escondidos todos os tesouros da sabedoria” (Colossenses 2: 3). Paulo nos chama a admoestar uns aos outros “em toda a sabedoria” (Colossenses 3:16). Tiago nos diz que, se “não temos sabedoria”, devemos pedir a Deus (Tiago 1: 5). Pois existe uma “sabedoria que desce do alto” (Tiago 3:17). É impossível obter sabedoria a mais.

Mas o que quero dizer é que, se você tem 30 anos em vez de 70, não deve ser intimidado ou paralisado pelo fato de ainda não ter 40 anos de acumulação de sabedoria à sua frente. Ao ler sua Bíblia amanhã de manhã, orando por um entendimento sobrenatural, Deus pode lhe conceder um vislumbre de alguma verdade preciosa que no final do dia será exatamente a verdade que seu amigo em dificuldades precisa.

Estou além da esperança?

Depois da conversa que tive recentemente com meu amigo, ele seguiu com um email. Ele ainda estava angustiado. O que você diz quando sente que já disse tudo o que sabe – quer no livro quer na conversa?

Uma resposta é a seguinte: não pense que precisa da resposta personalizada para o problema apresentado. Em vez disso, perceba que qualquer preciosa verdade bíblica que tenha ministrado profundamente em si, embora possa parecer irrelevante para a situação do seu amigo, pode ser mais útil do que imagina. Basta ir em frente e transbordar das suas devoções matinais. Eles saberão a verdade (que pode parecer aleatória para nós), e a verdade pode libertá-los.

Você também pode dar o conselho sóbrio que a luta tem esperança de sucesso, mas abandonar a luta não. Acho que é um erro dar garantia incondicional a um lutador quando você não sabe se eles nasceram de novo. Você espera que eles tenham nascido de novo. Eles esperam que tenham nascido de novo. Mas você não é Deus. E eles estão em uma estação de escuridão. O que você sabe além da dúvida é: se eles finalmente abandonarem Cristo e a esperança, não há esperança.

Por isso, achei que seria útil compartilhar consigo como respondi ao e-mail de meu amigo. Tenha em mente que a luta dele tem a ver com padrões de repetidos pecados que fazem com que ele se sinta desesperançado por obter a vitória. Esses fracassos o fazem sentir-se distante de Deus e, às vezes, se perguntando se ele é cristão, ou se ele pode até ser um Esaú que desprezou a graça com tanta frequência que o arrependimento verdadeiro não foi mais possível (Hebreus 12: 16-17). .

Esta é uma posição terrível para se estar. Não acho que meu amigo seja incomum. Acho que milhares de cristãos, se fizerem uma pausa para serem dolorosamente honestos, admitirão as mesmas lutas. É difícil admitir isso, porque é tão assustador.

Partes da seguinte carta são citações exatas. Outras partes são alteradas o suficiente para não trair qualquer confidencia.

Carta para um amigo angustiado

Querido irmão,

Eu tenho total empatia com a frustração e os medos de possivelmente ser um Esaú por causa do pecado tão profundo contra a misericórdia, a luz e a paciência de Deus. Não há resposta confortável que diga como alguém conquistar tais medos e escapar de tal condição. De minha própria experiência, o que eu diria é o seguinte: se você tem a graça de se agarrar à misericórdia de Deus e não a jogar fora em apostasia, há esperança.

Esta não é uma resposta confortável. Não fala em termos de certezas absolutas– como dizendo, que você definitivamente não será um Esaú. Mas é o único caminho para a luz, esperança e alívio. Não posso prometer que você é um filho de Deus, mas posso prometer que, se você jogar fora a esperança, você não será filho de Deus.

A palavra de Deus fala frequentemente sobre “esperar” pelo Senhor, como no Salmo 40:

‘Esperei com paciência pelo Senhor ; ele se voltou para mim e ouviu meu clamor. Tirou-me de um poço de desespero, de um atoleiro de lama. Pôs meus pés sobre uma rocha e firmou meus passos. ‘ Salmos 40:1-2

Quanto tempo David esteve no poço? Não diz. Mas o que fica claro em todos os salmos é que os salmistas nunca abandonaram a Deus mesmo quando sentiram que Ele os abandonou. Algo os segurou.

Não só a Bíblia fala de esperar por Deus no poço, mas também fala de crentes andando em algum tipo de escuridão. Talvez você tenha considerado esta palavra de Isaías:

‘Se alguém entre vós reconhece a autoridade do Senhor , esteja atento à palavra do seu servo ! Mesmo que caminhe pelas trevas, sem um raio de luz, deposite a sua confiança no Senhor e apoie-se no seu Deus. Mas quanto a vós, que ateais o fogo, que vos armais de setas inflamadas, caireis nas chamas do vosso próprio fogo, apanhados pelas vossas setas incendiadas. É assim que a mão do Senhor vos há de tratar e haveis de jazer nos vossos tormentos.’ (Isaías 50: 10–11)

Podemos não ser capazes de descrever adequadamente o que significa ao mesmo tempo caminhar nas trevas e confiar no Senhor. Parecem contraditórios. E ainda assim é isso mesmo. Eu sugiro o que isso significaria isto: Quando a escuridão da incerteza e do medo pairar sobre si, na medida em que a graça permanecer em si, não largue Aquele que você conheceu na luz. Continue segurando, nem que, possa parecer, por suas unhas. Saiba disso: as mãos Dele estão nas unhas dos filhos – dia e noite. Ore pelo amanhecer e libertação. De onde estou aos 72 anos, acredito que posso encorajar você que esse amanhecer e libertação chegarão.

Paulo fala de uma maneira que captura alguns dos mistérios da batalha contínua contra o pecado:

‘Que homem infeliz eu sou! Quem me libertará deste corpo que me leva à morte? Sejam dados louvores a Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo ! Pois eu estou ao serviço da lei de Deus com o meu entendimento, embora sujeito à lei do pecado, com a minha natureza humana.’ (Romanos 7: 24-25)

Paulo tem vergonha de sua inconsistência nestes tempos de derrota. Mas ele não se desespera. Ele olha para longe de si mesmo, confessa seu eu dividido e prossegue na batalha.

Mas ele também nos diz que a maneira com que ele luta como um santo imperfeito é pela esperança que Cristo tenha um controle mais firme sobre ele do que ele sobre Cristo. Ele pode sentir-se como se apenas suas unhas segurassem o penhasco. Mas ele acredita que Cristo aperta as unhas:

‘Não quero dizer que já o tenha alcançado ou que seja perfeito, mas continuo a ver se o consigo, visto que para isso fui conquistado por Cristo . ‘ (Filipenses 3:12)

Ou, parafraseando, “agarro-me à esperança da perfeição futura, porque Cristo já me agarrou e não me largará”. Às vezes, sentimos seu aperto mais docemente do que em outras ocasiões. É uma coisa assustadora quando estamos passando por uma temporada em que não sentimos nada.

Não lhe vou dar uma lista de maneiras de lutar pela alegria. Essas estão todas no livro que já leu. O que estou a fazer nesta carta é simplesmente a lembrar-lhe (1) de que Deus está presente na escuridão, (2) que Ele está segurando seu povo quando o povo se sente quase incapaz de segurá-Lo, e (3) que embora você se sinta inseguro de sua salvação nesta luta, pode estar totalmente certo de que não terá salvação se desistir da luta e for embora.

Posso recomendar uma música sobre o precioso poder de Deus? Nos últimos anos, a música “He Will Hold Me Fast” se aprofundou em mim. Eu amo a robusta afirmação congregacional desta musica da Igreja Batista de Capitol Hill.

Eu nunca poderia manter meu controle
Através do caminho medonho da vida.
Porque meu amor é frequentemente frio
Ele deve me segurar fortemente.

Que Deus lhe dê a graça de  a cantar de novo.

Pastor John

Artigo original por John Piper em : https://www.desiringgod.org/articles/when-i-still-dont-desire-god

Nota: Lembre-se da passagem de Romanos 10:13 ” Porque: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo!” Atos 2:21 e Joel 2:32 também o dizem. Por isso ore ao Senhor clame por Ele e o invoque. Enquanto tiver força e esperança para isso o Senhor o salvará pois Ele não mente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: