O que vem em primeiro lugar: Minha obediência a Jesus, ou minha alegria em Jesus?

Como está minha obediência ligada à minha alegria? É uma pergunta hoje do Jonathan. “Olá, pastor John. Eu sou um estudante de seminário na África do Sul. Minha pergunta é sobre o hedonismo cristão. Que coisa profunda e poderosa desfrutar de Deus. Deus usou isso muito na minha conversão!

“Depois de alguns anos, no entanto, minha alegria em Deus ficou muito fraca. Não apenas minha alegria, mas também meu contentamento e louvor a Deus acima de tudo – um estado tão alegre… – desapareceu. E isto é especialmente verdade quando caio em pecado. Eu sinto que o pecado me cega para quem Deus é e, portanto, eu não O aprecio por quem Ele é, porque eu não posso vê-Lo por quem Ele é. Isso é verdade? E quanto da nossa alegria em Cristo só é alcançável e possível em um estado de obediência robusta?”

Alegria e Obediência

Eu vou dizer as coisas de maneira um pouco diferente de Jonathan, mas primeiro deixe-me afirmar sua perceção. Quando estamos vivendo em desobediência a Cristo, nossa alegria Nele será mínima ou inexistente, dependendo da profundidade e duração da desobediência. Isso é verdade. Pode até dizer que nosso maior desfrute de Cristo pode acontecer apenas em um estado robusto de obediência. Eu penso que isso é verdade.

Mas acho importante aprofundar um pouco mais na relação entre obediência e alegria. Não paremos simplesmente dizendo: “Se você obedecer a Jesus, sua alegria será maior”. Se deixarmos isso por aqui, realmente não veremos claramente qual é a natureza da obediência e sua relação com a alegria e com Cristo.

Eu perguntaria a Jonathan, ou a qualquer um: “Você acha que a obediência a Jesus é distinta de apreciar Jesus?” Em outras palavras, é correto pensar em obedecê-Lo como uma coisa e, como resultado disso, outra coisa acontece chamada “apreciando Ele”? Realmente não é assim, pois não? Porque não?

Bem, primeiro, somos ordenados a desfrutá-Lo, para “deleitar-se no Senhor” (Salmo 37: 4 e em outros lugares). Nós devemos nos alegrar no Senhor. Essa obediência é gozo em Deus, não apenas uma causa de prazer.

Em segundo lugar, toda a obediência que honra a Cristo está enraizada em vermos o precioso de Jesus, nosso desfrute de Jesus, de modo que não seria correto dizer que desfrutar de Jesus é apenas o resultado da obediência. De fato, a alegria é uma parte da obediência, a causa da obediência, a raiz da obediência.

Perdendo a visão de Cristo

Então, o que Jônatas está dizendo não é de todo errado; é apenas metade ou talvez um terço da imagem. Ele está enfatizando a verdade absolutamente necessária de que sempre que estivermos andando em desobediência, nossa alegria será limitada, até cancelada. Isso é verdade.

Você pode ver isso especialmente em João 14: 21–23, onde Jesus diz: “Quem tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama. E aquele que me ama será amado por meu Pai e eu o amarei e me manifestarei a ele” (João 14:21).

Em outras palavras, há uma correlação entre nosso amar Jesus, guardar seus mandamentos com a clareza e doçura da manifestação que temos de Jesus e do Pai em nossos corações. Jesus diz: “Eu me manifestarei a ele”. Ele diz isso para aqueles que O amam, caminham em comunhão com Ele e guardam suas palavras.

Aquelas manifestações de preciosidade, doçura, poder, realidade, presença, beleza e valor de Jesus sãoconfiscadas quando estamos amando outras coisas mais do que Jesus, e não cumprindo sua palavra. Isso é verdade. Essa é a verdade que Jonathan está vendo e enfatizando.

Ele experimentou a perda da alegria e das manifestações íntimas e doces de Cristo à sua alma, porque ele andou em pecado. Isso é verdade; é isso que vai acontecer.

O caminho para a obediência

Mas há outro aspeto nisso. Se o esquecermos, não haverá saída para Jonathan. Como ele vai sair disso? Porque se ele pensa simplesmente em termos “eu tenho que obedecer para que eu possa aproveitar”, ele nunca vai sair dessa.

Porque ver Jesus como satisfatório e experimentá-Lo como precioso é o caminho para a obediência, não apenas o resultado da obediência. Você não pode obedecer primeiro para O desfrutar, se o prazer Nele é o caminho para a obediência.

Se tratarmos a obediência como algo que fazemos primeiro e depois toda a alegria em Jesus se segue, teremos transformado a obediência em uma obra da lei, ou uma atuação externa legal que não tem nenhum valor exaltador de Cristo e, portanto, não resulta em verdadeiro gozo de Jesus.

Toda a obediência que exalta a Cristo, enraizada no evangelho, é a obediência da fé (Romanos 1: 5). A obediência vem da fé, e a fé é uma visão e sabor da verdade e beleza e valor de Jesus no evangelho. Portanto, a fé, especificamente o que Paulo chama em Filipenses 1:25 “a alegria da fé”, é a raiz de toda a obediência que exalta a Cristo, não apenas do fruto.

Assim, por todos os meios, Jônatas, cesse todo pecado exterior. Cessar. Mas deixe que a batalha principal de sua vida não seja apenas contra ações externas que têm que mudar, mas principalmente contra a cegueira interior que precisa ser superada com novos vislumbres da glória de Cristo. Então a nova obediência não será um tributo à sua força de vontade, mas um tributo à beleza de Cristo que quebrou o poder do engano do pecado.

Onde a batalha é travada

Jônatas anda em desobediência por causa do engano do pecado (Hebreus 3:13; Efésios 4:22). O pecado está dizendo mentiras para ele. Está dizendo que o caminho da desobediência produzirá mais prazer. Não vai. É mentira.

Os prazeres são fugazes (Hebreus 11:25). Eles são superficiais. Então a batalha a ser travada no coração de Jonathan, e em todos os nossos corações, não é apenas como parar de fazer coisas ruins para que possamos desfrutar de Jesus. Não não não não não. A batalha é como parar de acreditar em coisas falsas.

Por todos os meios, abandone os maus comportamentos. Mas principalmente a batalha é olhar para Jesus. Olhe para tudo o que Deus é para si Nele, e ore para que seus olhos vejam Sua beleza e valor que tudo satisfaz, para que você descanse Nele e esteja tão satisfeito para que a raiz do pecado seja cortada e você ande em obediência.

Artigo original em : https://www.desiringgod.org/interviews/what-comes-first-my-obedience-to-jesus-or-my-joy-in-jesus

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: