Deixe Deus acabar com a sua ansiedade. Três grandes promessas para a luta

Quinze anos atrás, eu era um veterano na faculdade. Eu não fui para longe de casa depois do ensino médio (apenas 45 minutos). Eu tinha nascido, crescido e vivido todos os 22 anos de minha vida, até então, numa pequena região de um pequeno estado. Mas, como sênior, uma perspetiva empolgante e assustadora pairava no horizonte: deixar a pátria.

Ao entrar no último colegiado, reduzi o campo a quatro opções de pós-graduação, e as quatro exigiam que eu me mudasse para grandes distâncias de casa, se não para até para o estrangeiro. De certa forma, eu estaria “partindo sozinho”. Senti uma ansiedade incomum sobre isso.

As preocupações com que lutei naquele último ano da faculdade foram recheadas de emoção; as grandes oportunidades só vieram com medo do desconhecido – de não estragar, de não dar um passo errado, de não ter um começo falso na vida adulta. Minha ansiedade era espiritual e emocional, não clínica. Nunca se tornou tão aguda para que procurasse ajuda profissional. Mas foi uma prova de fé e uma chance de crescer e aprender. Em vez de deixar a ansiedade alimentar minha alegria, tive que encontrar uma maneira de reagir. Poderia haver maneira melhor de lutar do que com as próprias palavras de Deus?

Naquele outono, encontrei três textos claros em que Jesus, Paulo e Pedro encararam a ansiedade de frente. Imprimi-as em cartolina azul e colei-a ao lado da minha cama. Eu ensaiava as passagens todas as manhãs e a cada noite. Não demorou muito para as memorizar. Mesmo agora, quinze anos depois, quando a ansiedade se eleva ao nível da minha consciência, volto a essas três passagens testadas e verdadeiras.

Mateus 6:25-34

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida”, diz Jesus “pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” Ele sabe e se preocupa com comida, bebida, roupas – essas coisas básicas! Se você não está preocupado com a origem da sua próxima refeição ou como vai vestir seu corpo, deixe que isso coloque suas preocupações atuais em perspetiva. “Se tivermos comida e roupa, com estes estaremos contentes” (1 Timóteo 6: 8). Jesus conversou com homens e mulheres preocupados com comida e roupas. A gratidão pelo que não estamos preocupados é um grande primeiro passo na luta.

Ouça Jesus, o Senhor dos senhores, dizer-lhe: “Você é mais valioso do que muitos pardais” (Mateus 6:31). Suas palavras são poderosas porque são muito práticas e óbvias. Às vezes precisamos de Jesus para afastar a ilusão de ansiedade com uma simples pergunta retórica, como esta: “Qual de vós, estando ansioso, pode acrescentar uma só hora ao seu tempo de vida?” (Mateus 6:27). Em outras palavras, sua preocupação não lhe dará nada. Seu ser ansioso sobre sua vida não está ajudando sua vida. Na verdade, está a envenenando. Está roubando sua alegria. Está arrastando sua vida. Volte para Mim, diz Ele. Enfie seus fardos nos ombros largos e nas costas fortes.

Ansiedade espiritual é uma questão de fé: “Ó tu de pouca fé” (Mateus 6:30). E, chamando pela fé, Jesus não está nos dizendo para reunir forças dentro de nós, mas para reconhecer nossa própria fraqueza e incapacidade, e recostar-se novamente em Sua força e poder. “Seu Pai celestial sabe” (Mateus 6:32). O mundo procura por meras coisas. Mas em Cristo, fomos libertos para buscar a Deus. E confiar Nele em qualquer coisa que Ele acrescente e no momento que o fizer (Mateus 6: 32–33).

Filipenses 4:6-7

Para que não pensemos que a luta contra a ansiedade só está relacionada com o básico da comida e da roupa, Paulo torna a aplicação universal explícita com um “qualquer coisa” e um “tudo”:

Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.”
(Filipenses 4:6-7)

Não é suficiente nos distrairmos – para tentar transportar nossas mentes preocupadas para outro lugar e esquecer nossos problemas, incertezas e medos. Pelo contrário, precisamos ir em direção a Deus. “Que seus pedidos sejam conhecidos por Deus.” E quando vamos a Ele, a oração grata e a paz interior andam de mãos dadas. Esta é uma promessa para aqueles que vão em direção a Deus com suas ansiedades: “A paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará seus corações e suas mentes em Cristo Jesus”.

Lutar contra a ansiedade e entrar em descanso da paz espiritual e emocional não significa que todas as nossas perguntas sejam respondidas. Deus dá paz além do cálculo. Sua paz transcende a explicação fácil e até mesmo nossa mais generosa antecipação. Ele dá uma paz que “supera todo entendimento“, que não faz sentido em termos terrestres.

1 Pedro 5:6-7

Mateus 6 estabeleceu uma fundação maciça para mim, e Filipenses 4 me lembrou do lugar vital da oração, mas foi 1 Pedro 5: 6–7 que pareceu explodir mais frequentemente com a graça mais refrescante.

“Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido.
Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele se importa com vocês.”

Humilhem-se” é o lembrete de que nossas ansiedades frequentemente surgem com nosso orgulho e senso de autossuficiência. Perder a visão de Deus é declinar na humildade. É uma convocação atemporal para os ansiosos: humilhe-se. Você não pode controlar isso. Sua ansiedade está aumentando com uma visão inchada do ego e uma visão diminuída de Deus.

Então essa frase “no tempo apropriado“. Oh, que clareza e esperança encontrei nestas palavras. Clareza em que o meu senso de timing não é muitas vezes o senso perfeito de tempo de Deus. Ele conhece todas as minhas necessidades (Mateus 6:32) e tem o seu “tempo apropriado”, então eu não deveria entrar em julgamentos quando minhas orações, motivadas por minhas preocupações, não são imediatamente respondidas da maneira que eu gostaria. Pôr minhas cargas Nele não significa que Ele me dá o que eu quero de imediato, mas que Ele dá fé, o que me prepara para esperar pacientemente por Seu timing perfeito. E não apenas clareza, mas esperança – porque o seu “tempo próprio” muitas vezes vem repentina e inesperadamente. Ele me libera do fardo de ser mestre de cerimônias da minha vida. Eu não preciso assistir o relógio, mas confio no Senhor do tempo.

As quatro palavras mais dissipadoras de ansiedade para minha alma ao longo dos anos vêm no final de 1 Pedro 5: 7: “ele se importa com você”. A vinda de Cristo, seu sacrifício de si mesmo por você, ressurgindo em poder, sua coroação como Rei dos reis à direita de seu Pai, o envio de seu Espírito – tudo isso testemunha que “ele se importa com você“. O Pai demonstra seu cuidado por você nisso: que enquanto você ainda era um pecador, Cristo morreu por si (Romanos 5: 8). O Pai não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por si – como Ele não lhe dará graciosamente tudo o que você precisa, em seu tempo perfeito?

Ele se importa comigo. Ansiedade, vá embora.

Imperativos doces

Olhando para trás, é notável o conforto que Deus me deu naquele ano stressante, pelo seu Espírito, através de promessas particulares em Sua palavra. Ainda hoje, quando me volto regularmente para Mateus 6, Filipenses 4 ou 1 Pedro 5, sinto de novo o conforto gracioso com que Deus acalmou o meu coração preocupado naqueles dias.

Na semana passada, voltei a Mateus 6: 25–34 e as palavras de Jesus caíram sobre mim de modo tão agradável quanto qualquer mandamento. “Eu lhe digo, não fique ansioso com sua vida.” Esse é um comando: “Não fique ansioso.” As pessoas modernas podem se desgastar tão rapidamente nos mandamentos, e ainda assim as promessas de Cristo ao longo dos anos inundam esse doce imperativo me com o tenor forte e gentil da voz e compaixão de Jesus. Seu Pai celestial conhece todas as suas necessidades, e Ele está pronto para enfrentá-las além do que você pode pedir, pensar ou imaginar, tudo em seu momento perfeito.

Artigo original por David Mathis (@davidcmathis) em: https://www.desiringgod.org/articles/let-god-blow-away-your-anxiety

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: