A escuridão já cá está e ainda virá

Nós sabemos disso: a escuridão já cá está e ainda virá. A sombra da morte nos envolverá a todos, e estende seu alcance até hoje através da dor física, incapacidade, perda, depressão implacável, os problemas da vida diária, os atos sombrios que moldam as injustiças cometidas contra nós e muito mais.

Toda essa escuridão vem em diferentes graus. Embora muito disso possa parecer intensamente doloroso e insuportável no momento, alguma passa e alguma permanece connosco. A perda de um animal de estimação geralmente desaparece, a perda de um filho ou cônjuge não. É a escuridão persistente ou duradoura que representa a ameaça mais percetível às nossas almas.

Saúde emocional e riqueza

Sobrepondo sobre esta escuridão duradoura nesta altura, ainda não temos experiência sensorial de Jesus. Por enquanto, não O vemos nem tocamos Nele (1 Pedro 1: 8). Aqueles que ocasionalmente O ouvem com seus ouvidos não sabem quando se repetirão essas visitas. Essa ausência de contato sensorial é tolerável quando a vida é boa, mas pode parecer intolerável quando a vida é dolorosa.

E há outros desafios. Nossas emoções nos guiam mais do que pensamos. O mundo ao nosso redor sugere que temos o direito a bons sentimentos. Ser totalmente humano, parece, é inclinar-se para a felicidade e o lado livre de dor do espectro emocional. Até os cristãos adotam essa mentalidade. Saúde, riqueza e prosperidade não precisam ser ensinadas no púlpito para ser uma heresia orientadora.

A boa adoração, por exemplo, costuma ser julgada por sua capacidade de nos fazer sentir bem. Os testemunhos públicos inevitavelmente dão graças por boas circunstâncias que satisfazem algum desejo pessoal. Então, imaginamos, quando surgem sentimentos ruins, eles devem ser afastados rapidamente, se quisermos manter a confiança na bondade de Deus.

Em outras palavras, a escuridão pode ser espiritualmente complexa. Quando isso acontece, precisamos de maneiras de combater os pensamentos e sentimentos que oferecem avaliações incompletas ou imprecisas sobre o que é verdadeiro.

A fé vê e ouve

A fé é uma espécie de sexto e mais valioso sentido. Distingue-se do nosso sentido de visão, e dos outros sentidos tradicionais, na medida em que a fé pode ver mais (2 Coríntios 5: 7). A fé pode ver até quando nossos olhos estão fechados.

Geralmente pensamos na fé como algo que temos ou algo que não temos: ou colocamos nossa fé e confiança em Jesus, ou não o fizemos. Nós vemos Jesus, ou somos cegos para Ele. No entanto, a fé também é um dom que pode crescer. Podemos ter fé pequena ou fraca, ou podemos estar “cheios de fé” (Atos 6: 5), permanecer firmes na fé (1 Coríntios 16:13), lutar o bom combate da fé (1 Timóteo 6:12), e aproximar-se do Senhor “em plena certeza da fé” (Hebreus 10:22). Podemos ter menos fé ou mais fé. Nosso objetivo é ter mais fé para que, quando a escuridão chegar, possamos ver claramente as realidades espirituais.

Como Jesus ouviu

Pela fé, vemos o mundo físico e o mundo invisível, que sustenta e cerca o que é visível (Hebreus 11: 3). Essa fé é nutrida ouvindo as palavras de Deus nas Escrituras, e o ouvir leva a ver.

O próprio Jesus viveu pela fé. Ele certamente tinha mais fé, ou visão mais clara do que nós, mas não se engane, Sua fé pode ser também nossa. Observe a história seminal de Jesus no deserto (Mateus 4: 1–10). Ocorre imediatamente depois que Jesus recebeu o Espírito em seu batismo.

Enquanto suportava o pior dos problemas humanos, lembrou-se: “Está escrito”. Jesus viveu “por toda palavra que vem da boca do Senhor” (Deuteronômio 8: 3). Essas palavras eram mais reais que as mentiras de Satanás. E essas palavras são mais reais e sólidas do que nossas emoções, que imploram para interpretar nossos eventos difíceis da vida.

Ande mais por fé

O caminho da fé não é fácil. A tarefa de lembrar não é natural para nós. Como tal, o Deus triúno está plenamente empenhado em nossa missão de conhecer Sua fidelidade quando nossas emoções não veem nada além de trevas. O Pai fala, Jesus é a mais completa revelação do Pai para nós, e o Espírito abre os nossos ouvidos e nos dá mais de Jesus. Mais fé – mais visão – é nossa a pedido.

Se vocês, que são maus, sabem dar bons presentes a seus filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que o pedirem!” (Lucas 11:13)

Ter mais do Espírito parece confiança em Deus e em Sua palavra. Ter mais do Espírito é ter certeza do perdão dos pecados, o que significa que absolutamente nada impedirá que Deus se aproxime quando estivermos cercados de problemas. Pelo Espírito, os servos viram que estavam cercados pelos exércitos de Deus (2 Reis 6:17), e os salmistas viram o Deus que é tão próximo, sua sombra nos cobre ao meio-dia (Salmos 121: 5). E vemos o Jesus próximo e fiel de uma maneira que, embora nossas emoções só sintam a escuridão, vemos a luz.

Enquanto isso, não temos de esperar pelo milagre da visão. Se ainda podemos ver Jesus quando a escuridão desce, o milagre ocorreu, e oramos para lembrar-nos e ver mais. Enquanto oramos, nos alimentamos das palavras de Deus nas Escrituras e pedimos aos outros que nos ajudem a ver. Aqueles que usaram estes meios da graça de Deus, de fato, lembram-se de sua fidelidade – mesmo enquanto nos sentamos nas sombras mais escuras.

Artigo original por em : https://www.desiringgod.org/articles/darkness-does-and-will-descend

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: