Se Deus me der uma filha

“Pergunto como lhe vão chamar”, disse minha esposa.

“Não faço ideia, mas se nós estivéssemos à espera de uma filha, primeiro consideraria Elizabete, Jael ou Abigail.”

Elizabete, por causa da minha mãe. Filha piedosa de sua própria mãe, ela é uma personificação da esposa e mãe de Provérbios 31, cujo filho cresceu a elogiá-la (Provérbios 31:28). Ela trabalhou durante anos como mãe solteira, sacrificou mais do que se pode dizer e é, aos meus olhos, uma das quais o mundo não é digno. Quando me sentei para escrever um poema para ela no Dia da Mãe, eu o intitulei Eunice nome da mãe de Timóteo, Eunice, que lhe transmitiu sua fé sincera (2 Timóteo 1: 5).

Jael, no tempo dos juízes, deu as boas-vindas ao rei perverso Sísera em sua casa depois que ele fugiu de Baraque. Ela chamou o governante fugitivo para dentro de sua tenda, deu-lhe bebida, cobriu-o, pegou seu martelo e uma estaca e pregou-o na têmpora (Juízes 4: 17–21). Embora não fosse um soldado, ela fez, sem medo, o que precisava ser feito, como foi predito para ela (Juízes 4: 9).

E Abigail, depois da minha amada esposa. Ao persegui-la para o casamento, muitas vezes a descrevi para meus irmãos como “alguém que respira o fogo do evangelho”. Ela é tão forte e trabalhadora quanto qualquer mulher que conheço e totalmente feroz nas coisas do Senhor. Sua ousadia e amor pela igreja continuam a desafiar-mer. A Bíblia diz que ela é “discernente e bela” (1 Samuel 25: 3) – apenas mais uma prova de sua inerrância.

Adicione a esta lista minha irmã Hannah – inteligente, engraçada, perfumada com o aroma de Cristo – e você tem as mulheres que mais amo.

Os dias da Branca de Neve

Entristeceu-me, portanto, ouvir sobre um mal-entendido ocorrido sobre um artigo recente(https://www.desiringgod.org/articles/behold-your-queen) – um mal-entendido que, se verdadeiro, insultaria e excluiria as mulheres mencionadas acima. Ouvi algumas mulheres cristãs que respeito muito compartilharem sua confusão.

O ponto principal do artigo, anti-feminismo e anti-mulheres em combate, não as incomodava – elas também compartilhavam um desagrado pela intercambialidade propagada às nossas filhas em nome da igualdade. O que elas queriam entender era o que eu pensava sobre a feminilidade bíblica. Acreditava que as mulheres em Cristo eram como troféus repousando sobre corrimões, apenas para serem defendidas enquanto coletavam poeira? O ideal das mulheres bíblicas era encontrado nos filmes clássicos da Disney dos anos 50?

Minha resposta a essas queridas mulheres santas: inequivocamente não.

A linhagem das mulheres santas             

Ninguém que conhece Provérbios 31 poderia imaginar que uma mulher bíblica é inativa. “Dai-lhe do fruto das suas mãos, e de público a louvarão as suas obras.” (Provérbios 31:31).

Ninguém poderia depreciar as mulheres de serem menos valiosas que os homens, pois “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”(Gênesis 1:27).

Ninguém poderia dizer que o ideal da feminilidade é a fraqueza. “Ela se veste com força e fortalece os braços. . . . A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.”(Provérbios 31:17, 25).

Ninguém pode dizer que ela não é diligente e produtiva. “Ela considera um campo e o compra; com o fruto das mãos, ela planta uma vinha ”(Provérbios 31:16).

Ninguém pode dizer que ela é menos que uma herdeira da graça. ” Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher como parte mais frágil, tratai-a com dignidade, porque sois, juntamente, herdeiros da mesma graça de vida” (1 Pedro 3: 7).

Ninguém pode dizer que os homens não precisam das mulheres. “Não é bom que o homem esteja sozinho” (Gênesis 2:18). “No Senhor, a mulher não é independente do homem nem o homem da mulher” (1 Coríntios 11:11).

Ninguém que tenha lido sobre Ester, Raabe, Débora ou Maria pode negar que as mulheres foram heroínas nos capítulos da história de Deus. E ninguém pode negar que as mulheres desempenham um papel fundamental em turnos significativos da história da redenção (Mateus 1: 1–16).

Devemos celebrar mulheres de coragem e convicção piedosa como Sara, que tinha o tipo de espírito que Deus chama de “beleza imperecível” (1 Pedro 3: 4); Sifrá e Puá, parteiras que desafiaram um rei e salvaram filhos israelitas; Ana, que dedicou seu amado filho Samuel ao serviço do Senhor; Débora, que serviu como juiz em Israel e inspirou Baraque  e seus soldados; Ester, que arriscou sua vida para salvar o povo de Deus; Priscila, que, juntamente com o marido, ajudou gente como Paulo e Apolo; Rute, bisavó do rei Davi, que ficou com Noemi e confiou em seu Deus; Maria Madalena, uma seguidora notável do Salvador; e Maria, a humilde e obediente mãe de Jesus.

E devemos celebrar as tementes a Deus em nossa história e as tementes a Deus em nossos próprios lares e igrejas. Filhos e maridos devem se levantar e chamá-las de abençoadas.

Imagem insubstituível

A feminilidade, de acordo com o propósito e o plano de Deus, deve ser defendida, especialmente quando é frequentemente atacada.

Muitos homens do mundo pressionam as mulheres a se parecerem a uma boneca Barbie, a mostrar mais pele e a ultrapassar algumas fronteiras. Algumas mulheres do mundo tentam nossas filhas a ver o cultivo do lar como um fracasso na carreira, a maternidade como um plano de apoio e a submissão ao marido como inquestionavelmente intolerável. O espírito da época as leva a trocar gentileza por aspereza, refinamento por crueza, diversidade por homogeneidade. Até sua incrível capacidade de dar vida a novos humanos foi desprezada como um fardo, em vez de valorizada como a glória insuperável que é. De maneira serpentina, o desígnio de Deus é questionado em descrença e rebelião trágica.

Mas a beleza da feminilidade divina não deve ser abandonada. Ela se baseia na união com Cristo, capacitada pelo Espírito de Deus, e segue sua carreira olhando para Jesus (Hebreus 12: 1–2). A mulher também vê o rosto de seu Salvador e pesquisa sua palavra para aprender sobre quem Deus a fez ser. E sua imagem, sua pessoa, é insubstituível a exibir Deus no mundo.

Ter nossas semelhanças e diferenças tem a ver com Deus (Gênesis 1:27) e com a partilha do evangelho por meio de diferentes relacionamentos, como o casamento e a igreja (Efésios 5: 22–33). Não temos papéis diferentes com base em preferências culturais arbitrárias. Deus nos fez temerosa e maravilhosamente diferentes. Iguais aos olhos do Senhor (Gálatas 3:28), complementando-se a representá-Lo no mundo. Deus poderia ter nos feito iguais em todos os aspetos, mas surpreendentemente, não o fez. Devemos louvar sua sabedoria, concordar com ela e colocar essa sabedoria em exibição.

Herdar um nome

Devem as mulheres cristãs, pelo poder do Espírito, ser diligentes, destemidas, corajosas? Inquestionavelmente. A mulher piedosa não é pacifista em relação à sua alma – ela também deve vestir a armadura do Senhor e fazer guerra contra sua carne, o mundo e o diabo (Efésios 6: 10–20). Ela também conquistará almas e as disciplinará. Ela também tem um chamado divino a cumprir. Ela também se arrisca pela causa de Cristo.

Ela também se delicia com a palavra, ora pelo mundo, supera obstáculos e se torna mais como Cristo ao O contemplar(2 Coríntios 3:18). E quando ela usa a coroa de prata, ensina às mulheres mais jovens o que é bom, “para que a palavra de Deus não seja desprezada” (Tito 2: 3–5). A masculinidade e a feminilidade maduras se sobrepõem à nossa humanidade comum e à virtude cristã, permanecendo distintas em nossos chamados. Não pedimos desculpas pelas diferenças. Nós nos gloriamos nelas.

Se Deus alguma vez abençoar minha esposa e a mim com uma menina, rezo para que ela cresça e seja uma mulher de Deus, destemida, fiel e feminina de acordo com a palavra de Deus, como a mulher cujo nome ela tomaria.

Artigo original por Greg Morse em https://www.desiringgod.org/articles/if-god-gives-me-a-daughter

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: