Você não pode estar ansioso por nada

Não fique ansioso com nada.” As palavras familiares da carta de Paulo aos filipenses apresentam um paradoxo – nós, por um lado, as amamos enfeitadas com molduras artísticas, mas por outro lado, as achamos aparentemente impossíveis de colocar em prática.

Se formos honestos, podemos acreditar secretamente que não há grande problema em não obedecer a esse comando específico. Dizemos a nós mesmos que isso simplesmente não pode significar qualquer coisa. Não quando sofremos provas que são totalmente devastadoras. Certamente Deus conhece nossa estrutura humana. Ele sabe que não podemos controlar os pensamentos ansiosos que nos bombardeiam – nem a falta de ar, o coração acelerado ou as noites sem sono que podem acompanhar esses pensamentos.

“Enquanto oramos, permanecendo na presença de Deus, tudo o resto tem de se curvar.”

Em alternativa, dizemos a nós mesmos “não se preocupe com nada” é para o santo espiritualmente maduro, um versículo a aspirar. E como ainda não estamos lá, podemos descartar esse comando direto por um tempo. Além disso, tomamos cuidado para não sobrecarregar os outros. Se um irmão está a lutar contra pensamentos ansiosos, achamos insensível trazer esse versículo para a situação. Melhor mostrar simpatia do que arriscar parecer banal.

Mas Deus não nos deu um padrão impossível ou que seja alcançado apenas pelo crescimento espiritual. Ele está-nos a dizer o que é possível pelo seu Espírito. Ele conhece os efeitos incapacitantes da ansiedade e está-nos a dizer que não precisamos nos submeter à sua tirania. Ele está a abençoar-nos com orientação divina sobre como receber ajuda sobrenatural.

Chamado à oração

A ansiedade consome. Ela comanda a amplitude de nossos pensamentos e os enche de pavor. Desdobrando sua lista de piores cenários, extingue a esperança e agride a nossa fé. Uma ferramenta favorita do inimigo, é eficaz para silenciar a voz de Deus e alardear nossos medos.

Quando somos atingidos pelos cuidados deste mundo, é difícil evitar esses pensamentos ansiosos. Nosso Deus sabe. “Não se preocupe com nada” não significa que nunca nos sentiremos ansiosos. O versículo está nos dizendo o que fazer com isso – entregue a Deus. Leia na íntegra:

Não vivam preocupados com coisa alguma; em vez disso, orem a Deus pedindo aquilo de que precisam e agradecendo-lhe por tudo que ele já fez.

Não podemos ficar ansiosos por nada, porque em tudo – em todas as situações difíceis – estamos a envolver o Deus do universo. Em vez de carregar a carga por nós mesmos e permitir que ela nos paralise, nós a levamos imediatamente a Deus, “Entreguem-lhe todas as suas ansiedades, pois ele cuida de vocês.” (1 Pedro 5: 7).

A oração nos redireciona para Deus

A oração redireciona nossa atenção do problema que tudo consome para o Deus todo-poderoso. Antes que nossos pensamentos possam ensaiar todos os cenários sem esperança que possam representar o problema, decidimos intencionalmente as coisas acima. Lembramos que temos esperança e ajuda. Lembramos que mesmo essas dificuldades estão sujeitas à soberania de Deus e que Ele permanece no controle.

E oramos contra a ansiedade com ação de graças, porque sabemos que Deus é bom. Nossa perspetiva se transforma quando lançamos o dilema atual à luz de quem Deus é e tudo o que Ele fez. Nunca podemos agradecer a Deus o suficiente por enviar seu Filho, pelo dom da vida eterna e por nos abençoar com todas as bênçãos espirituais.

Enquanto oramos, permanecendo na presença de Deus, tudo o resto tem de se curvar. A oração silencia nossos pensamentos ansiosos e nos posiciona para ouvir de Deus, incluindo lembretes de promessas preciosas como esta: Ele é fiel.

Chamado para a Guerra

Não se preocupe com nada” também é um chamado à guerra espiritual. Está-nos a dizer para permanecermos preparados para rejeitar toda a revolta da tentação. Quando uma dificuldade atinge e nossas mentes começam a sair do controle, uma batalha está sendo travada. Gálatas 5:17 é instrutivo:

Os desejos da carne são contra o Espírito, e os desejos do Espírito são contra a carne, pois estes são opostos um ao outro, para impedir que você faça o que deseja.

Nossa carne quer estar no controle. Ela carrega o fardo das dificuldades e trabalha para descobrir como lidar com isso. E quando determina que as dificuldades estão além de suas capacidades – quando não conseguimos ver uma solução satisfatória – a ansiedade se instala. Essa postura está em desacordo com o Espírito que nos implora como crentes para confiar em Deus – para andar pela fé e não por vista.

Essa foi a questão central quando Moisés, sob a direção de Deus, enviou doze homens para espionar a terra que Deus havia prometido. Dez deles não conseguiam se livrar da ansiedade sobre os gigantes que atualmente residiam na terra. Não importava que eles já tivessem visto a fidelidade de Deus lutando por eles contra um poderoso inimigo, o Egito. Não importava que eles tivessem visto Deus fazer milagres, principalmente a separação do Mar Vermelho. Em suas mentes, eles nunca poderiam derrotar esse inimigo temível. Assim, eles perderam a esperança, dizendo: “Perto deles, nos sentimos como gafanhotos, e também era assim que parecíamos para eles”.” (Números 13:33).

Apenas dois dos espiões – Josué e Caleb – entenderam que a verdadeira batalha estava em suas almas. Eles não precisavam temer os gigantes; eles precisavam lembrar que “o Senhor está connosco” (Números 14: 9). Josué e Caleb imploraram ao povo que confiasse em Deus e saísse, sabendo que com Ele venceria. Esses dois homens não estavam ansiosos por nada porque creram em Deus e andaram pela fé.

Promessa de proteção

O verso de Filipenses 4: 6 que nos diz: “não se preocupe com nada“, mas em tudo para orar com ações de graça, é seguido por isso:

E a paz de Deus, que supera todo entendimento, guardará seus corações e suas mentes em Cristo Jesus (Filipenses 4: 7)

Esta é uma promessa tão poderosa. Tanta graça. Quando olhamos para o Senhor no meio da ansiedade, a paz Dele salvará nossos corações e mentes. Em outras palavras, sua paz estará nos portões, recusando-se a permitir que pensamentos ansiosos entrem.

Mas, você pode dizer, eu orei e esses pensamentos continuam surgindo. Continue orando. Em Cristo, nosso estilo de vida é a oração (1 Tessalonicenses 5:17). Sempre nos apegamos ao Salvador, conscientes de que, à parte Dele, nada podemos fazer. Não podemos travar a batalha sem Ele. Mas com Ele, não importa quais pensamentos ansiosos possam surgir, sua paz é nossa proteção mais poderosa. Em Cristo, nos é prometido um suprimento interminável de graça.

Artigo original por Kim Cash Tate (@kimcashtate) em : https://www.desiringgod.org/articles/you-can-be-anxious-about-nothing

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: