Tu eras também como um deles. Obadias 1:11 Análise Spurgeon

A bondade fraternal era devida de Edom a Israel no tempo de necessidade, mas em vez disso, os homens de Esaú fizeram causa comum com os inimigos de Israel. A ênfase especial na frase diante de nós é colocada na palavra tu; como quando César gritou para Brutus, “até tu Brutus”. Uma má ação pode ser ainda pior, por causa da pessoa que a cometeu.Quando nós, que somos os favoritos escolhidos do céu, pecamos – pecamos com ênfase. A nossa é uma ofensa gritante, porque somos tão peculiarmente indulgentes. Se um anjo colocar a mão sobre nós quando estamos fazendo o mal, ele não precisa usar nenhuma outra repreensão além da pergunta: “O quê, até tu? Que estás a fazer?” Muito perdoados, muito libertados, muito instruídos, muito enriquecidos, muito abençoados – devemos ousar estender nossa mão para o mal? Deus nos livre!Alguns minutos de confissão podem ser benéficos para si, gentil leitor, esta manhã. Tu nunca foste como o ímpio? Numa festa à noite, certos homens riram de uma piada suja e a piada não era totalmente ofensiva aos teus ouvidos – até tu eras como um deles. Quando coisas duras foram ditas sobre os caminhos de Deus, ficaste em silêncio; e assim, para os espectadores, tu eras um deles. Quando os do mundo negociavam no mercado e negociavam às vezes desonestamente, tu não eras como um deles? Quando eles perseguiam a vaidade com o pé de um caçador, tu não foste também como eles? Alguma diferença poderia ser discernida entre ti e eles? Existe alguma diferença?Aqui chegamos perto. Seja honesto com sua própria alma e certifique-se de que você é uma nova criatura em Cristo Jesus; mas quando isso for certo, ande com zelo, para que ninguém possa novamente dizer: “Até tu eras como um deles”. Você não desejaria compartilhar sua condenação eterna – porque então ser como eles aqui na terra? Não entre no segredo deles – para que você não entre na ruína deles. Fique do lado do povo aflito de Deus e não do mundo.

One thought on “Tu eras também como um deles. Obadias 1:11 Análise Spurgeon

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: